iMotos: Motos novas, usadas e lançamentos
 
 

Top 10: As motos mais vendidas do Brasil

Saiba quais são as campeãs de vendas no Brasil, País que é o quarto maior produtor de motos do mundo

17/02/2011 - Texto: Aldo Tizzani (Infomoto) / Fotos: Infomoto e divulgação / Fonte: iCarros

  • Compartilhe esta matéria:
 
 
 
 
 
 
 
Honda CB300R
  • 1 | 11
  • Honda CB300R
  • Honda CB300R Honda CG125  Honda CG150 Titan Nova Honda Biz 125 Honda NXR Bros 150 Honda Pop 100 Honda XRE 300 Honda tem sete das dez motos mais vendidas do Brasil Suzuki Yes 125 Yamaha YBR Factor 125 Yamaha Fazer 250
     
 
 
 
A primeira motocicleta montada no Brasil foi a pequena Yamaha RD 50, equipada com motor dois tempos de 50cm3. Isso em 1974. A linha de montagem da marca dos três diapasões ficava em Guarulhos, na Grande São Paulo. Em 1976, a produção da Yamaha foi transferida para a Zona Franca de Manaus (AM), no estado do Amazonas. Hoje, toda a produção nacional de motocicletas é feita em Manaus (PIM). Em 2010 foram montadas 1.830.000 unidades e pouco mais de 1.804.000 motos novas foram emplacadas. Assim, o Brasil é o quarto maior produtor de motos do mundo.
Só perde para a China, Índia e Indonésia. Fica à frente de Tailândia, Japão e Estados Unidos. Os modelos de até 250 cm3 de capacidade dominam o cenário, com 92% do mercado. Detalhe: das dez motos mais vendidas, sete são Honda. A marca líder detém 77,56% do market share do mercado nacional de duas rodas. Confira abaixo os 10 modelos mais vendidos:

1) Honda CG 125
Desde o início de sua produção no País, a Honda já fabricou mais de 15 milhões de unidades. Seu best-seller é a CG 125. Hoje, a marca comercializa duas versões de sua campeã de vendas: CG 125 Fan e a CG 125 Cargo, ambas carburadas. No final de 2010 foram emplacadas quase 413 mil unidades do modelo que é sinônimo de resistência, durabilidade, manutenção simples e facilidade de condução. Por isso é um produto é bastante requisitado pelos frotistas. Ambas estão equipadas com motor monocilíndrico de 124,77 cm3, OHC (Over Head Camshaft), quatro tempos, arrefecido a ar, que gera potência máxima de 11,6 cv. A CG 125 é o veículo mais vendido do Brasil. Preço sugerido a partir de R$ 5.190,00.

2) Honda CG Titan 150
A família Titan é uma unanimidade entre os motociclistas. Robustez e fácil manutenção são seus principais atributos. Ano passado foram vendidas 409.793 unidades. Em janeiro a multinacional japonesa apresentou a CG 150 Titan com injeção eletrônica e uma nova carenagem de farol. Com a mudança estética, o modelo 2011 da CG 150 Titan lembra muito a CB 300R e se alinha com a identidade visual das nakeds de maior capacidade cúbica da marca. Agora todas as versões da Titan 150 estarão disponíveis com freio a disco na dianteira e partida elétrica de série. Equipada com motor de um cilindro, 149 cm³ de capacidade, comando simples no cabeçote (OHC) e refrigerado a ar, a CG Titan é vendida somente na versão “Mix”, agora rebatizada de sistema “Flex” pela Honda. Assim, o motociclista pode abastecer com etanol e/ou gasolina, em qualquer proporção. Preço sugerido a partir de R$ 6.324,00.

3) Honda Biz 125
Desde a sua apresentação em 2005, a Honda Biz 125 já acumulou mais de 1 milhão de unidades vendidas. Só em 2010, 189.142 CUBs da Honda foram emplacadas. É o terceiro modelo mais vendido do Brasil e que, aliás, tem uma grande aceitação entre o público feminino. A motoneta, em sua versão 2011, chegou às concessionárias totalmente renovada. Chassi e carenagem receberam alterações em 95% de seus componentes. O motor ganhou balancins roletados no cabeçote. Outro diferencial é que a nova Biz agora é Flex, permitindo a utilização de gasolina ou etanol em qualquer proporção. Fácil de pilotar e ágil no trânsito dos grandes centros urbanos, a Biz está equipada com propulsor OHC (comando simples no cabeçote), quatro tempos, arrefecido a ar, de 124,9 cm3. Preço sugerido a partir de R$ 5.297,00.

4) Honda NXR 150 Bros
Fácil pilotagem, versatilidade e conforto. Estas são as principais qualidades da NXR 150 Bros, trail da Honda de 150 cm3 de capacidade que ocupa a quarta posição entre as motos mais vendidas do País. Ao longo de 2010 foram comercializadas 183.819 unidades. Boa opção para rodar na cidade ou em áreas rurais, a Honda Bros 150 está equipada com motor OHC (Over Head Camshaft), de 149,2 cm3, quatro tempos, alimentado por sistema de injeção eletrônica de combustível. Além disso, o sistema é dotado de tecnologia Mix Fuel Injection, que permite a motocicleta rodar com gasolina ou etanol (álcool) em qualquer proporção. A NXR 150 Bros foi primeira on-off road do mundo a utilizar tecnologia bicombustível. Preço sugerido a partir de R$ 7.890,00

5) Yamaha YBR Factor 125
“Carro-chefe” da Yamaha e quinta moto mais vendida, a Yamaha YBR Factor 125 teve um bom desempenho em 2010. No total foram comercializadas 122.208 unidades. A versão 2011 do modelo street voltado ao “trabalho” adotou novo grafismo e componentes, como os suportes e aro do farol cromado que passaram a receber a pintura preto fosco, enquanto o guidão teve a cor prata. Também as tampas laterais em todas as versões (K, E e ED), são agora na cor preta "Matt Black" - mesma da superesportiva YZF-R1. O motor é um monocilíndrico, quatro tempos, OHC (Over Head Camshaft), arrefecido a ar, de 124 cm3, que desenvolve 11,2 cv. Infelizmente ainda é alimentado por carburador. Preço sugerido a partir de R$ 5.700,00.

6) Honda CB 300R
O design arrojado é o principal argumento de vendas da Honda CB 300R. No melhor estilo “street fighter”, esta mini-naked conta com conjunto frontal com formas aerodinâmicas e marcante identidade visual, que lembra os modelos de maior capacidade cúbica da marca. Em 2010 foram emplacadas 79.660 unidades da “CBzinha”. Com este volume, o modelo ocupa a sexta posição entre as mais vendidas. A moto está equipada com motor monocilíndrico de 291,6 cm3, DOHC (Double Over Head Camshaft), com duplo comando de válvula no cabeçote, quatro tempos, com quatro válvulas, radiador de óleo e dotado de injeção eletrônica PGM-FI. Moto para dupla jornada (cidade e estrada), a CB 300R desenvolve uma potência máxima de 26,53 cv. Há ainda uma versão equipada com sistema de freios ABS. O preço público sugerido a partir R$ 11.490,00.

7) Honda Pop 100
Econômica, versátil, confortável e fácil de pilotar, a Pop 100 é a sétima moto mais vendida no Brasil com um total de 61.723 unidades emplacadas em 2010. O modelo pode ser utilizado como meio de transporte ou instrumento de trabalho. A Pop usa o compacto motor monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft), quatro tempos. Com 97,1 cm3, o propulsor alcança potência máxima de 6,17 cv. O modelo tem ainda transmissão de quatro velocidades e embreagem do tipo multidisco em banho de óleo. O preço público sugerido é de R$ 3.990,00.

8) Yamaha Fazer YS 250
No início de 2010, a Fazer 250 passou por uma grande mudança estética. A moto ficou mais bonita, com um desenho mais agressivo e moderno perante o olhar do motociclista. Além disso, sua excelente ciclística foi preservada. Em função desta atitude, a Yamaha vem colhendo bons resultados de vendas. A Fazer 250 é a oitava moto mais vendida no País. Ano passado foram emplacadas quase 33 mil unidades desta mini naked. O modelo conta com motor de 21 cv de potência equipado com sistema de injeção eletrônica, pistão forjado, cilindro com revestimento cerâmico, além de freio a disco também na roda traseira. O resultado é fácil dirigibilidade e baixo consumo de combustível. O preço sugerido é de R$ 11.250,00 (já na versão 2012).

9) Honda XRE 300
Versatilidade e conforto. Estas são as principais características da moto que é a nona mais vendida do Brasil. Com exatas 28.914 unidades emplacadas em 2010, a XRE 300 uma trail que também pode ser usada no dia a dia, como também em divertidas viagens de final de semana. Com design aventureiro, a moto oferece como diferencial uma versão equipada com sistema de freios ABS. Na parte mecânica, motor monocilíndrico de 291,6 cm3, DOHC (Double Over Head Camshaft), quatro tempos, arrefecido a ar e com radiador de óleo, que, em combinação com a injeção eletrônica PGM-FI. O propulsor desenvolve potência máxima de 26,1 cv a 7.500 rpm e torque de 2,81 kgf.m a 6.000 rpm. Preço público sugerido à partir de R$ 12.890,00.

10) Suzuki Yes 125
Com 27.621 unidades emplacadas em 2010, a Suzuki Yes 125 é a décima colocada entre os modelos mais vendidos do País. De origem chinesa, o modelo street de baixa cilindrada da Suzuki traz partida elétrica, freio a disco na roda dianteira e rodas de liga leve. Na parte mecânica, muita simplicidade: motor monocilindro de quatro tempos, duas válvulas, OHC (comando simples no cabeçote), refrigerado a ar e câmbio com cinco velocidades . A Yes 125 é vendida nas cores azul, prata, preta, vermelha e amarela, com preço sugerido a partir de R$ 5.758,00.

> Quer compra uma moto? Acesse AQUI
  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário